Páginas

domingo, 7 de outubro de 2012

Seitan, passo a passo



Seitan? Que coisa diabólica é essa? (risos)

Certa vez tentava eu explicar a uma amiga irlandesa que havia uma coisa no mundo dos vegetarianos chamada seitan, ao que ela entendeu Satan (de pronuncia muito semelhante), foi a risada total! 'Os vegetarianos comem coisas mesmo estranhas...' dizia ela.

Para quem ainda não sabe ao certo que coisa misteriosa é esta do seitan, ou carne de gluten, não passa de um aglomerado de proteína de trigo que depois de processado fica com este tal aspecto.
Escusado será dizer que é desaconselhado a pessoas com intolerância ao gluten.
O seitan pode ser preparado com farinha integral de trigo (eu desaconselho, pois é um enorme desperdicio de recursos, uma vez que só a proteína de trigo presente na farinha dará origem ao seitan), ou com uma farinha 100% gluten própria para o efeito.

Até ao momento presente Portugal foi o único país onde encontrei esta farinha à venda, nas lojas do Celeiro, da marca Próvida...
Recordo-me de um eposódio passado em Vienna, quando queria desesperadamente fazer Seitan pelas minhas próprias mãos. Depois de procurar em várias cadeias de lojas naturais e biológicas decidi perguntar a uma das assistentes onde poderia encontrar tal coisa. Avaliou a minha figura de alto a baixo, e deve ter pensado 'olha-me esta armada em freak', e só depois respondeu  'Isso de fazer seitan em casa é muito exótico menina!' (risada total!)  'Vá ali à zona dos refrigerados que tem seitan já feito pronto a usar...'
Então mas uma pessoa já não pode fazer as coisas artesanalmente?

Enfim, como sei que o seitan pronto a usar é muito caro, hoje deixo-vos um passo-a-passo como fazê-lo em casa!
Com a ajuda  preciosa do meu companheiro do coração aqui fica o método!

Rende cerca de 6 bifes
Ingredientes 
150gr de gluten de trigo
cerca de 200ml de água

água para cozinhar
2 c.chá sal
1 dente de alho

Faz-se assim



Medir 150gr de gluten de trigo.



Adicionem a água.


Incorporar toda a água na farinha, trabalhado a 'massa' até que fique com um aspecto esponjoso.


Adicionar mais água se necessário até a massa esteja bem ligada e não consiga absorver mais água nenhuma.


Espremer e compactar a massa, retirando o máximo de água que conseguirem, obviamente sem destruir a sua estrutura.


Deverão obter algo com este aspecto. (Entretanto colocar uma panela larga ao lume, com água a ferver)


Dividir o preparado me 6 bifinhos iguais.


Cozer em água fervente, durante 45 minutos.  A água deverá ser temperada com sal e um dente de alho.  
Uma vez que o seitan não tem grande sabor por si só, eu coloco sempre um dente de alho e algum sal.


Escoar, e espremer o excesso de água e já está! Aqui tem o vosso seitan! Poderão fazer em maiores quantidades e congelar. 
Existe uma enorme variedade de receitas online, em como usar seitan, e eu em breve também publicarei algumas.
Experiemtem e depois contem-nos como foi a vossa experiência :)

10 comentários:

são33 disse...

NUNCA COMI MAS ATÉ QUE GOSTEI DO ASPECTO.
BJS

A Delicodoce disse...

Olá :)
Nunca comi nem experimentei mas com o teu post torna-se mais fácil .
Tenho que experimentar .
Boa semana e beijinho

Blog do Chocolate disse...

É que é mesmo assim que reajo... :-))
"Que coisa diabólica é essa?"

Gostei imenso de ver o passo-a-passo e fiquei mesmo muito curiosa, pois adorei o aspecto com que ficou !

Beijinhos

Su disse...

Gostei bastante deste teu tutorial. Realmente, o que me desmotiva em relação ao seitan é o preço, mas talvez agora me aventure a experimentar fazê-lo eu. Não prometo que goste, mas pelo menos vou tentar :)

Ondina Maria disse...

Confesso que seitan não é das coisas que mais me estimula na comida vegetariana. Prefiro até o tofu, que parece ter uma textura mais interessante, o seitan é muito esponjoso e "borrachento". Mas ainda assim há comidas em que até sabe bem, de modo que é sempre útil saber fazê-lo em casa (sim, porque o preço é realmente proibitivo!)

Marmita disse...

Aqui está mais uma boa dica das tuas e olha que esta é muito importante nos dias que passamos com crises e mais crises eis uma maneira de poupar. Adorei seitan por isso este post está nos top 10 :) beijos

Lina disse...

Olá, Pami! Adorei o teu passo-a-passo, está mesmo ótimo!Só experimentei o seitan uma vez, não achei mal, mas o preço é realmente proibitivo para experimentações, o que depois desta publicação já não será problema! Achei muito simples a execução, vou tentar fazer e depois conto!Este texto vem muito ao encontro daquilo que publiquei no outro dia sobre os custos da alimentação vegetariana, além disso sabemos o que estamos a comer, sem aditivos e conservantes! Este vai para o caderno de receitas especiais!
Beijinhos

Lume Brando disse...

Não fazia ideia de que se podia fazer seitan em casa!
E digo eu que podia ser vegetariana...
Obrigada pela explicação. Tenho de vir cá mais vezes :)
Um beijinho
Teresa

Alice disse...

Eheheh, a menina armada em exótica, hein?:D
Eu apenas comi uma vez seitan, em casa de um casal de vegetarianos e gostei bastante, mas a forma como fizeram também pode ter contado, beringelas recheadas com o seitan aos pedacinhos.
Em casa nunca fiz e para ser sincera nem sabia em que consistia, mas gostei de saber!!
Excelente post:)
Beijinhos e boa semana!

Sara disse...

Acabei de descobrir o seu blog e adorei, Parabéns!

Nunca fiz seitan em casa embora o consuma com muita regularidade. Talvez agora me aventure.

beijinhos

sara