Páginas

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Relish de Beteraba Vermelha



Apesar de nunca o ter partilhado aqui convosco, sou uma grande devota das conservas e compotas caseiras.


O sentimento de criar algo excepcional; o potencial único que existe em toda a produção excedente de frutos e vegetais, a brotar por esses campos e quintais fora; o prazer de estender a vida da nossa fruta preferida para além da sua limitativa época! Tudo isto foram e continuam a ser os grandes motivos desta minha dedicação, com certeza partilhada com muitos de vós.


Infelizmente, as circunstâncias em que actualmente vivo, privam-me um pouco deste hobby; pois esta satisfação pessoal só é atingida se os vegetais forem crescidos por nós, familiares ou amigos, ou até mesmo se os produtores forem locais... As compras no super mercado (sim porque aqui não há mercados a maior parte do ano, o que me deixa muito triste) é muito impessoal, os produtos vem de todo o mundo, o que castra de imediato o meu potencial imaginário, arrasando o gozo que me dão as conservas! No fundo as conservas são um acto de auto-suficiência alimentar e por isso me dá tanto prazer confeccioná-las.






Este relish já o fiz há algum tempo, e foi uma das muitas experiências que fizemos lá no trabalho. Por isso um beijinho especial a minha querida colega Aisté :)


A receita essa é do livro Preserves, colecção River Cottage handbook, da autora Pam Corbin. Podem encontra-lo na caixinha verde das recomendações de livros da Amazon, aqui no blog do lado direito.


Rende 5 frascos pequenos
Ingredientes
1 kg beterrabas vermelhas tenras, bem lavadinhas (usei de produção islandesa)
fio de azeite
250gr de açúcar
150ml vinagre de vinho tinto
2 c.sopa de vinagre balsâmico
1 cebola vermelha grande, picada
1 c.sopa de mostarda de boa qualidade (usei em vez do horseradish)


Ingredientes para o assado de tomate
1 kg tomates maduros (eu usei de produção local, aqui das nossas estufas bio)
2 c.chá de sal
4 dentes de alho
fio de azeite


Preparo
Começamos por pré-aquecer o forno a 180ºC.
Para o puré de tomate, cortar os tomates ao meio, coloca-los com a parte cortada para cima num tabuleiro largo para ir ao forno. Salpicar com sal, um fiozinho de azeite e o alho laminado.
Colocar no forno na prateleira do fundo, assar por cerca de 1 hora.
Retirar do forno, e com a ajuda de um passador de rede, esfregar os tomates contra a rede, extraindo toda a sua polpa, deixando peles e sementes para trás.
No final deveremos ter obtido cerca de 300ml de deliciosa polpa. Reservar.


Entretanto...


Dispor as beterrabas inteiras num tabuleiro pronto para ir ao forno, regar com um fiozinho de azeite.
Assar na prateleira a cima dos tomates, este processo deverá levar cerca de uma hora e meia ou mais. A pele das beterrabas deverá ficar macia, escurecida e a começar a soltar-se.
Retirar do forno, deixar arrefecer até que seja possível manuseá-las. Retirar a pele, ralar grosseiramente, quer seja à mão ou até mesmo num mixer de cozinha.
Reservar.


Colocar 5 frascos, e respectivas tampas no forno a 160 ºC, por não menos de 10 minutos. ( Este é o meu método de esterilização, é pratico e eficiente)


Num tacho, coloca-mos o açúcar, vinagres e a cebola picada. Deixar levantar fervura, e cozer por 5 minutos, até que o açúcar se dissolva.
Adicionar o molho de tomate, e mostarda, incorporar bem, cozendo por mais alguns instantes.
Por fim adiciona-mos a rainha deste relish, a beterraba, deixando cozer até que a mistura engrosse um pouco.


Verter a mistura ainda quente para frascos esterilizados acabados de sair do forno.
Selar bem, e deixar arrefecer à temperatura ambiente. De acordo com o livro, esta conserva terá a validade de um ano. (guardei as minhas no frigorífico) 


Servir com pão com manteiga, queijos; como complemento nas refeições etc etc...
É uma excelente alternativa às compotas doces, na hora em que os ataques vorazes por snacks apertam!


5 comentários:

são33 disse...

USO MUITA A BETERRABA EM SALADAS.
ACHEI A TUA SUGESTÃO SUPER INTERESSANTE E ADOREI A COR...LINDA MESMO.
BOM FIM DE SEMANA
BJS

Ondina Maria disse...

Adoro beterraba, e estou curiosa com este relish. Vou guadar a receita para experimentar :)

Ginja disse...

A cor dada pela beterraba enternece o meu coração! E estas fotos estão lindas Pammy, parabéns. É um gosto para mim também poder fazer as minhas compotas e conservas. Adorei a tua :)
Um beijinho.

Vera Ferraz disse...

Que cor tão bonita! Concordo, os produtos caseiros têm outro valor... e é tão bom quando temos a possibilidade de os consumir!
Gostei da sugestão! Fiquei curiosa!
Bom domingo!

anasbageri disse...

Por aqui as beterrabas tb continuam em grande. Imagino que seja difïcil encontrar mercados por esta altura. Aqui o tempo é mt mais quente e eu n consigo ir ao mercado, as frutas estão geladas e qs comidas pelo frio. De Verão faço mt doces e é uma forma de guardar um pouco do sol para estes dias.
Adorei a tua caixa amazon, eu andava a pensar abrir uma loja amzon na Padaria, só uma forma de juntar as coisas e livros de que vou falando e que realmente compro no amazon. (É incrivelmente mais barato e fácil!)
bjs e votos de uma excelente semana, ânimo que estamos qs na Primavera. :)