Páginas

sábado, 11 de junho de 2011

Pão de Avelã e Milho



Ora aqui está um pão muito fácil de fazer com ingredientes 100% Portugueses! É uma combinação óptima de ingredientes, um pão especial com um aroma e sabor únicos!

Começo por dizer que fazer pão não é um bicho de sete cabeças! E chega daquelas desculpas esfarrapadas que dizem que dá muito trabalho e nos ocupa muito tempo.. Não é bem assim; claro que existe determinados procedimentos que têm de ser tomados e levam o seu tempo; mas na verdade podemos fazer 1001 coisas enquanto aguardamos que o pão levede, coza etc, etc... É só uma questão de organização ;)

Eu não me oponho às tais máquinas de fazer pão, mas se têm uma lá em casa, usem-na, não a deixem apanhar pó! Pessoalmente prefiro os métodos tradicionais, por isso cá em casa gosto de fazer tudo à mão; amassar o pão à mão é uma actividade muito relaxante :)
Acreditem, dos melhores prazeres que poderão ter é comer o vosso próprio pão, feito com tanto carinho e dedicação e partilha-lo com quem mais gostam!

Agora, não se deixem derrotar ao primeiro obstáculo, fazer pão é uma ciência, mas uma vez compreendida (e acreditem que é um processo encantador), apreendemos a ama-la!



Agora a receita, rende 2 pãezinhos médios
Ingredientes
200gr de farinha para pão (farinha forte) trigo
200gr de farinha integral de trigo
100gr farinha de milho
5gr de fermento granulado para pão (dry yeast)
10gr sal fino
150ml de água morna
150ml de sumo de maça morno
2 c.chá de mel
2 c.chá manteiga
1/2 chávena de avelãs tostadas e moídas
Farinha para tender e cobrir o pão

Modo de preparo
Combinar as farinhas e sal, adicionar o fermento granulado. Dissolver o mel e manteiga na água e sumo de maçã. 
Abrir uma covinha no meio dos ingredientes secos e verter os líquidos para esta. 
Amassar bem os ingredientes, assim que que estejam todos grosseiramente ligados, transferir para uma bancada polvilhada com farinha e amassar bem. Nota, esta parte é fundamental, pois quanto melhor trabalharmos a massa melhor estamos a exercitar o gluten presente, que é o responsável pelo crescimento do pão.
Amassar bem a massa até que esta deixe de ser pegajosa, e se torne numa massa macia e elástica. 
Formar uma bola e espalma-la. Distribuir as avelãs por toda a sua superfície, voltar a amassar até que as avelãs estejam bem integradas, e até que a massa volte a ser macia e elástica. Formar uma bola.

Cobrir com um plástico e deixar levedar em local morno por cerca de uma hora ou até que a massa duplique de volume.

Ao final dessa hora, pré aquecer o forno a 250ºC.



Notas e truques: Se o vosso forno tiver 2 prateleiras, colocar na prateleira de baixo um tabuleiro vazio, além disso o tabuleiro onde se irá cozer o pão também deverá permanecer dentro do forno.
O tabuleiro vazio servirá para nós colocarmos agua a ferver no momento em que o pão vai ao forno. O vapor criado por este procedimento ajudará o pão a crescer melhor e o pão ficará com uma crosta deliciosamente crocante.
A outra solução será pulverizar com o interior do forno com um spray (aqules das plantas servem perfeitamente), na altura em que o pão já no forno prontinho a ser cozido.

Pegar na massa e dividir em duas partes, moldar a gosto. (prometo explicar esta parte mais em pormenor noutra ocasião)
Pincelar o pão com água morna, e rebolar o pão num prato com farinha integral.
Colocar o pão num sitio quente coberto com um plástico. Deixar levedar por mais 30-45 minutos. 

Chegou a hora de colocar o pão no forno; preparar um tacho com um pouco de água a ferver.
Golpear o pão (isto ajudará o pão a expandir sem encontrar resistência).
Colocar o pão muito rapidamente no forno, não é necessário ter o tabuleiro untado ou algo do género, a farinha será suficiente para impedir que este se agarre.
Estando o pão no forno, colocar a água a ferver no tabuleiro de baixo, ou se for o caso vaporizar o forno com um spray de água.
Fechar a porta do forno muito rapidamente para não haver mais perdas de calor.
Reduzir a temperatura para 230ºC.
Deixar cozer por cerca de 20-30 minutos. Se o pão já estiver com boa cara dêem uma pancadinha na parte de baixo, se o som for oco, o pãozinho está pronto!!

Não tenham medo de sujar as vossas mãos, deixem-se levar pela experiência! Aproveitem!

2 comentários:

Jane Miffy disse...

Está tão tosco, tão tosco que fica mesmo lindo! Parece cozindo aqui no nosso forno! :)

Sérgio Gomes disse...

Ficou perfeito, com óptimo aspecto!

E a manteiga por cima das fatias... fiquei com fome!

Beijos.