quarta-feira, 28 de Novembro de 2012

Soba noodles com bróculos em 15 min.


Scroll down for English version

Já ouviram falar das soba noodles? Talvez já tenham experimentado nalguma cadeia de restaurantes asiáticos, mas o nome não vos ficou no ouvido. Ou talvez já as tenham visto numa daquelas lojas naturais, mas não sabiam de que se tratava..
Pois bem, estes famosos noodles asiáticos, ao contrário das massas main stream, são confeccionados a partir de trigo sarraceno, e por isso mais que adequados para as pessoas com intolerância alimentar ao gluten.
Para além de serem muito mais ricas em nutrientes, quando comparadas com trigo, possuem um óptimo sabor, quase relembrando nozes. 

As soba noodles têm a sua origem no Japão, onde são largamente consumidas numa variedade de pratos, desde frios a quentes, sopas etc. Aconselho-vos a investigar!

Hoje trago-vos uma das minhas sugestões para usar esta massinha nipónica.



Serve 2
Ingredientes
200gr soba noodles
200gr de bróculos, em pequenos florets
2 c.sopa de óleo de sésamo
2 c.sopa amendoas picadas
3 c.sopa de molho de soja
1 dente de alho picado
sal q.b.

Faz-se assim
Para cozer os noodles, coloquem um tacho de água  ao lume, e aguardar até que levante fervura.
Cozer os noodles com uma pitada de sal, durante 5-6 minutos. Mexer para que não se colem uns aos outros. Escoar e passar por água fria.
Entretanto...
Num wok/ frigideira, aquecer o óleo de sésamo, adicionar os brócolos com uma pitada de sal. Saltear durante alguns minutos e em seguida regar com o molho de soja, e salpicar com as amêndoas, e com o alho picado.
Saltear mais uns minutos para que todos os sabores fiquem combinados.
Por fim adicionar os noodles, agitar tudo muito bem. Servir de imediato.




English version

Broccoli soba noodles


Are you familiar with soba noodles? You probably tried it already in some Asian restaurant, but you didn't get the name properly.  Or maybe you have seen it before in some whole food stores, but you had no clue what it was...
Well, this popular Asian noodles, unlike the main stream noodles, are made with buckwheat flour, therefore suitable for people allergic to gluten.
Besides a richer nutrient content, when compared to normal wheat noodles, they have a great nutty flavor.

Soba noodles, have its origins in Japan, where they are widely consumed and appreciated in  various dishes; hot, cold, soups, salads etc.

Here's my suggestion, quick and easy!


Serves 2
Ingredients
200gr soba noodles
200gr de broccoli in small florets
2 Tbsp sesam oil
2 Tbsp chopped almonds
3 Tbsp soy sauce
1 garlic clove minced
salt q.b.

Methode
For the noodles place a saucepan with water on the stove. Wait until the water starts boiling.
Cook the noodles with a pinch of salt, for 5-6 minutes. Stir it so they don't stick together. Strain well and rinse with cold water. Set aside.
Meanwhile...
In a wok or frying pan, heat the sesam oil, add the broccoli with a pinch os salt. Stir fry for a few minutes.
Sprinkle with the soy sauce, add the chopped almonds and the garlic as well.
Now, pour the noodles and stir for a couple of minutes, until everything gets combined.
Serve right away.

quinta-feira, 15 de Novembro de 2012

Beetroot pana cotta - Convidei para Jantar #8


Scroll down for English version

Este desafio do Covidei para Jantar da Ana tem sido um enorme sucesso, arrastando mini multidões de bloggers, todos empenhados convidando as mais diversas personagens com as quais sempre sonharam ter à sua mesa.
Esta 8ª edição decorre em casa da Alice, do blog Alice na cozinha maravilha, e o tema escolhido foi Aristocratas.
Assim que soube o tema confesso que fiquei um bocadinho atrapalhada, pois aristocracia não consta da minha lista de interesses..

Lá pensei, e de facto havia uma pessoa em especial pela qual tenho alguma admiração, a princesa Sissi, ou Imperatriz Elizabeth de Austria.
Quem passa por Viena jamais ficará indiferente à grandiosa aura imperial que se respira a cada passada.
O imponente legado edificado ao longo de inúmeros impérios atrai milhares de turistas, e continua a maravilhar residentes.
Sempre que sinto saudades de Viena, acabo sempre por recordar Sisi, um ícone daquela cidade, daquele povo, com o seu arrogante charme e rebeldia não deixa ninguém indiferente...

Segundo se consta, Sisi seria uma pessoa esquisita com seu regime alimentar, de forma a assim a sua elegante figura.
Por isso achei prudente servi-lhe algo leve mas requintado.


Pana cotta de Beterraba

Serve 2
Ingredientes
250ml natas magras
125gr beterraba
1 c.chá gengibre ralado fresco
1 c.chá vinagre balsâmico
1 c.chá azeite
pimenta moída na hora e sal
3 c.chá de agar agar

Faz-se assim
Cortar a beterraba em cubinhos pequenos, reservar 2 c.sopa de beterraba e temperar com azeite, vinagre balsãmico, gengibre ralado, sal e pimenta moída na hora agosto. Repartir por duas formas individuais, ou copos. Reservar
Entretanto levar as natas ao lume e adicionar a restante beterraba, deixar levantar fervura. Triturar tudo com a ajuda de uma varinha mágica. Adicionar o agar agar e mexer para que se dissolva na totalidade. Temperar com sal a gosto.
Verter cuidadosamente para os frascos. Refrigerar cerca de 2 horas antes de servir.




English version


Beetroot Pana cotta

Serves 2
Ingredients
250ml low fat cream
125gr beetroot
1 tsp fresh grated ginger
1 tsp balsamic vinager
1 tsp olive oil
fresh ground pepper and salt
3 tsp agar agar

Methode
Cut the beetroot into small cubes, save 2 tbsp of it and season with olive oil, vinager, ginger, salt and peper. Place it into 2 serving glasses. Set aside.
Meanwhile, bring the cream to simmer adding the rest of the beetroot. Blend it using a food processor. Remove from the heat and dissolve the agar agar. Taste for salt.
Dive through the glasses and refrigerate at least 2 hours before serving.





domingo, 11 de Novembro de 2012

Especie de Pudim de maçã



Scroll down for English Version

Faz frio, as montanhas à nossa volta vislumbram-nos com o seu manto branco surreal...
Já chegámos aos -10 ºC, e cada dia que a temperatura sobe até aos 0ºC, sorrimos e celebramos com alivio : )
Só apetece estar por casa, enroscada por entre mantinhas, bebicando café, buscando conforto em guloseimas caseiras...
Por isso hoje vos trago esta espécie de pudim. Adoro sobremesas de colher, servidas ainda mornas, com aromas que nos aquecem em dias Invernais...



Serve 2
Ingredientes
2 ovos
2 fatias de pão (pode ser duro)
75gr de leite (5 c.sopa)
45gr açúcar (3 c.sopa)
2 vagens de cardamomo
1 maçã pequena
1/2 c.chá de canela

Faz-se assim
Pré-aquecer o forno a 180ºC, untar 2 ramekins (forminhas refractárias) largos.
Ensopar o pão, cortado em cubos, na mistura dos ovos batidos com o leite.
Adicionar o açúcar, a maçã ralada e a canela.
Esmagar as sementes de cardamomo e adicionar à mistura anterior.
Envolver tudo muito bem e distribuir pelas formas refractárias.  

Levar ao forno 180ºC durante 15-20min.

Servir morno com um cafézinho!



English Version

Apple Pudding


It's cold, the mountains around amaze us with their majestic white veil...
We reached the -10ºC already, and each day the temperature rises up to 0ºC, we smile and celebrate with relief : )
All I want is stay home, curled up in blankets, sipping some coffee, seeking comfort on home made treats.
That's why I bring you this recipe today, its a pudding like dessert, best served while warm. Sure it will bring you some comfort on the wintry days.

Serves 2
Ingredients
2 eggs
2 bread slices (can be old)
75gr milk (5 Tbsp.)
45gr sugar (3 Tbsp.)
2 cardamom pods
1 small apple
1/2 tsp cinnamon

Methode
Pre heat the oven at 180ºC, grease 2 small wide ramekins.
Cut the bread in cubes and soak it in a mixture eggs and milk.
Add the sugar, cinnamon and grated apple. Crush the cardamom seeds and stir it in.
Toss everything until all the bread is well coated with all the liquids.
Divide through the ramekins and bake at 180ºC for 15-20 minutes.

Serve warm with some coffee.



domingo, 4 de Novembro de 2012

Bolo crudívero - Health boost


Scroll down for English version

Todos nós mais tarde ou mais cedo acabamos inevitavelmente por repensar os nossos hábitos alimentares, e alguns de nós até o fazemos várias vezes ao longo da vida.
Sendo gulosa e não querendo abdicar dessa condição, confesso que cometo alguns excessos. Sem me querer desculpar, acredito que a minha profissão, e paixão pela comida acaba por influenciar muito a minha dieta...
Já para não falar no clima extremo que afecta este país, e consequentemente a mood e os hábitos das pessoas.
Enfim, acabei por me consciencializar, que afinal de contas deverei ser eu a dar o exemplo, e gradualmente implementar hábitos mais saudáveis, e uma alimentação ainda mais diversa.

Por isso hoje vos trago um bolo diferente. Cru, sem glúten, sem açúcar adicionado, e super nutritivo! Vai acabar com qualquer tabu de que a comida crudívera é complicada e insípida!

Inspirado aqui.




Para um bolo de 15 a 20 cm de diâmetro
Ingredientes base
75gr de amêndoas inteiras (sem a casca dura entenda-se!)
85gr de tâmaras sem caroço
1 pitada de sal

Ingredientes recheio
230gr de amêndoas inteiras (demolhadas durante a noite)
sumo e raspa de limão a gosto
75gr de oléo de coco
85gr de mel
150gr de morangos congelados, devidamente descongelados e escorridos

Faz-se assim
Num processador de alimentos potente, (ou se tiverem um coitadinho como o meu, é só ter um bocadinho de paciência...) triturar todos os ingredientes da base, até obter uma mistura pastosa.
Numa forma de fundo amovível, levemente untada com óleo, formar a base apertando com os dedos de forma a que fique bem compacto. Reservar.

Para o recheio, começar por escorrer bem as amêndoas.
Aquecer levemente o óleo de coco com o mel, até que o óleo de coco se derreta.
Colocar todos os ingredientes, à excepção dos morangos, no processador de alimentos e reduzir tudo a puré. Como já disse o meu processador é muito fraco e não consegui reduzir tudo a puré, mas sinceramente gostei da textura assim, com pedacinhos crocantes.

Retirar do copo do processador cerca de 2 terços do puré e preencher a base reservada, alisando para que fique uniforme.

Ao restante puré que deixamos dentro do copo do processador adicionamos agora os morangos.
Voltar a triturar até que que o morango esteja completamente incorporado, e o puré esta de cor rosa.

Finalizar, espalhando o puré com os morangos por cima do bolo. Alisar bem.
Refrigerar pelo menos uma hora antes de servir.

Deliciem-se, e 'façam favor de serem felizes!'

English version

Raw cake - A health boost


Sooner or later all of us, will rethink our food habits; and some of us even do that a few times in a life time.
As a sweet tooth, I must confess I kind if make some excesses. Without wanting to excuse myself, I believe that my job and passion for food influence a lot my diet.
Not mentioning the extreme climate conditions of this country I live in, of course they tend to influence people's mood and lives in general.
Long story short, I finally realize that I should be giving out good examples, and slowly implementing more healthy and diverse food habits.   

That's why today I bring you a different cake. Raw, gluten free, and nutritive boost!
Definitely it will make up your mind towards raw food!

Inspired here.



For a 15 to 20 cm cake
Ingredients crust
75gr whole almonds
85gr dates, pitted
pinch of salt

Ingredients filling
230gr whole almonds (soaked over night)
lemon juce and zest to taste
75gr coconut oil
85gr honey
150gr strawberries perfectly thaw (I used frozen), and drained

Method
Using a powerful food processor (if you have a cheap one, like me, you just have to be patient!) blend all the ingredients for the crust until you get a sticky paste.
Grease a spring form with some oil, and make the crust by pressing the sticky paste all over the bottom until evenly distributed. Set aside. 

For the filling, start by draining the almonds that you soaked over night.
In a sauce pan, gently heat the coconut oil with the honey; just until it melts.
Once again place all the ingredients, except the strawberries, in the food processor, blend until you get a thick puree. Well if you food processor is not the best in the world, like mine, don't worry if you just get a chunky mix, I love that way, so I don't mind!
Take out from the food processor 2/3 of your mix and start pressing it on the top of you crust, until its really compact.
Place the strawberries in the food processor with the rest of your almond mix, blend until well combined.

To finalize, spread the strawberry mix on the very top of your cake, making sure it gets even.
Refrigerate at least one hour before serving.

Enjoy and be happy!