Páginas

sábado, 27 de Outubro de 2012

Harira - Uma sopa Marroquina


Scroll down for English

Aqui por casa temos temporadas assim, cada dia cada uma nacionalidade diferente à mesa. Não há lugar para monotonias.
Mas a cozinha mais privilegiada acaba sempre por ser a mediterrânica, não esquecendo os países vizinhos mais a sul claro.

Esta sopa tradicional de Marrocos, é normalmente servida ao por-do-sol, quebrando assim o jejum durante o período do Ramadão.
Por ser um prato consistente e com muitas especiarias, é uma óptima companhia para as noites frias de Inverno.

A receita adaptei do livro 'Mediterranean vegetarian cooking'  da Paola Gavin.



Serve cerca de 4
Ingredientes
150gr de lentilhas verdes
2 c.sopa manteiga
1 cebola picada
1 talo de aipo, finamente cortado
1 c.chá tumérico
1 c.chá cominhos
1 c.chá gengibre fresco ralado
1 c.café canela
1 c.café açafrão (estames de açafrão)
1/2 malagueta de píri piri (usar menos ou mais de acordo com os vosso gosto)
250gr grão de bico cozido
400gr de tomates picados
1,7lt de água quente
coentros frescos
sal e pimenta



Faz-se assim
Colocar as lentilhas de molho algumas horas antes. Mudar a água pelo menos uma vez.
Num tacho largo derreter a manteiga e adicionar a cebola e o aipo; refogar até que a cebola fique transparente.
Adicionar todas as especiarias, mexendo para que o seu aroma se liberte. Chegou a altura de juntar as lentilhas, e o grão de bico bem escorrido, assim como o tomate grosseiramente picado.
Verter a água quente sobre o preparado, adicionar algum sal e pimenta preta moída na hora.
Tapar o tacho e deixar cozinhar em lume brando durante 1 hora, 1 hora e meia.
Servir quentinho salpicado com coentros a gosto.


English version

Harira - A Moroccan soup

In our home occasionally we get times like this, every day a different cuisine for dinner.
Definitely no place for monotony.
But the most privileged cuisine always end up being based around Mediterranean dishes.

This traditional soup from Morocco is traditionally served at sunset, in order to break the fast during the Ramadan period.
It's a wonderful comfort food with a considerable amount of spices; surely will keep you warm in approaching the cold winter nights. 

Recipe adapted from the book 'Mediterranean vegetarian cooking'  author Paola Gavin.

Serves 4
Ingredients
150gr green lentils
2 Tbsp. butter
1 chopped onion
1 celery stalk
1 tsp turmeric powder
1 tsp cumin
1 tsp fresh grated ginger
1/4 tsp cinnamon
1/2 tsp Saffron threads
1/2 little chili (you can add more or less according to your taste)
250gr cooked chickpeas
400gr chopped tomatoes
1,7lt hot water
fresh cilantro leaves
salt and pepper


Method
Soak the lentils a few hours before, make sure you change the soaking water at least once.
In a large pot, start by melting the butter and adding the chopped onion and celery as next. Cook just until the onion gets translucent.
Add in all the spices now, and stir well to make sure all the fragrances are released. Time for the lentils, strain them well and pour them in together with the chopped tomatoes and drained chickpeas. Combine well, and cover with the hot water.
Add some salt and freshly ground pepper, put the lid on and let it cook gently for 1 hour to 1 and 1/2.
Check the salt and serve hot sprinkled with some fresh cilantro.






segunda-feira, 22 de Outubro de 2012

Cupcakes de amendoim e abóbora


Srcoll down for English version

Gula: O mesmo que glutonaria. Grande amor a boas iguarias. Gulodice.

Os meus ataques de gula andam muito esquisitos! Recuso-me a comer goludices comerciais, e no que toca aos devaneios caseiros tento encontrar alternativas mais saudáveis!
Por isso queria partilhar esta receita convosco, pois estes cupcakes são muito especiais...
Para além de serem sem glúten, não são muito doces, e imaginem que têm na sua composição abóbora! Sim é verdade, e o resultado final são uns bolinhos super ricos e húmidos, carregados de vitaminas! Nhammi!
Poderão optar pelos bolinhos simples, sem cobertura; serão um miminho bem recebido nas lancheiras dos vossos pequenotes!

Receita do livro Red velvet chocolate heartache, de  Harry Eastwood.



Rende 12 cupcakes
Ingredientes
100gr de amendoins triturados
3 ovos
200gr açúcar integral
200gr de abóbora em raspas finas (usei butternut squash)
100gr farinha de arroz
40gr de cacao em pó biológico (puro, não adoçado)
10gr de fermento em pó Nota 1
pitada de sal

Nota 1 - Se forem intolerantes ao glúten, por favor certifiquem-se de que o vosso fermento em pó é sem glúten.

Faz-se assim
Pré aquecer o forno a 180ºC e preparar um tabuleiro para 12 muffins, com forminhas de papel.
Numa taça bater os ovos inteiros com açúcar até que a mistura fique bem volumosa e esbranquiçada.
Adicionar todos os restantes ingredientes e envolver gentilmente com uma espátula (adoro espátulas de borracha!).
Tendo obtido uma mistura homogénea, dividir a massa pelas 12 forminhas.

Levar ao forno cerca de 20-30 minutos.
Retirar os muffins do tabuleiro e deixar arrefecer numa grelha própria para o efeito!



Ingredientes Cobertura
60 gr de manteiga de amendoim biológica
30gr açúcar em pó
20gr de cacao em pó
pitada de sal
5 c.sopa de água quente.
alguns amendoins

Faz-se assim
Com um garfo, começar por misturar a manteiga de amendoim com o açúcar e cacao em pó.
Adicionar a água quente pouco a pouco, mexendo sempre até obter uma pasta cremosa. .

Barrar os bolinhos um a um, e finilazar com alguns amendoins para decorar.


English version

Peanut and squash Cupcakes - *Gluten free*


Gluttony: Great love of good delicacies. Gluttony.

Lately I've been too picky about my cravings. I refuse to buy myself any commercial sweets/ junk food, and if I do it myself home, I always try to find healthy solutions.
Therefore I wanted to share this great cupcake recipe...
Besides gluten free, they aren't very sweet; on the top of that, imagine they are made with squash! Yes, that's true; you end up getting this rich and moist cupcakes full of vitamins! Yummy! Exclude the frosting if you like, eat them plain. A perfect treat for your kids lunch boxes!

Recipe from the book Red velvet chocolate heartache, from Harry Eastwood.


For 12 cupcakes
Ingredients
100gr ground peanuts (unsalted)
3 eggs
200gr sugar
200gr finely grated squash (I used butternut squash)
100gr rice flour
40gr organic cocoa powder (unsweetened)
10gr baking powder Note 1
pinch of salt

Note 1 - If you are allergic to gluten be sure that your baking powder is suitable for your condition, since a lot baking powder brands are not gluten free!.

Methode

Preheat the oven at 180ºC, line a 12 cupcake pan with paper cases.
In a bowl whisk eggs and sugar until it gets fluffy and doubles in size.
Add all the other ingredients and fold in gently with a rubber spatula.
Once everything is properly combined, divide the batter between the 12 paper cases.

Bake around 20-30 min at 180ºC.
Take the cakes from the pan and place them on a cooling rack.


Ingredients Frosting
60 gr organic smooth peanut butter
30gr icing sugar
20gr cocoa powder
pinch of slat
5 Tbsp of hot water
Chopped peanuts for topping

Methode
With a fork blend the peanut butter with the icing sugar, cocoa powder and a pinch of salt.
Add the hot water, spoon full by spoon full, always stirring until all gets combined and creamy.
Frost the cupcakes and finish by topping them with some chopped peanuts.



terça-feira, 16 de Outubro de 2012

Pão Marroquino - World Bread Day #7



Scroll down for English version

16 de Outubro, é o dia mundial do pão.
Desde 2006 que centenas de bloggers online se reúnem nesta data cozendo pão, celebrando assim o dia mundial do pão. A organização parte da Zorra do conceituado blog Kochtopf.
Eu não poderia deixar de participar, e após alguma hesitação acerca do tema, lá me resolvi a experimentar este pão de origem marroquina.
Adicionei uma mistura de especiarias também de origem marroquina para entrar ainda mais no espírito arábico



Rende 4 pães
Ingredientes 
300ml água
5gr fermento seco
2 c.chá de mel
1 1/2 c.chá de sal fino
240gr farinha integral de trigo
200gr farinha de trigo para pão
2 c.sopa de azeite
1 c.chá ras el hanout
sementes de sesamo para o topo



Faz-se assim
Combinar todos os ingredientes secos formando um cume, abrir um cova no meio e verter para lá todos os ingredientes líquidos, mas apenas uma colher de sopa de azeite.
Trabalhar bem a massa com as mãos, ou no robot de cozinha se preferirem.
A massa deverá ficar elástica e homogénea.
Deixar a massa levedar durante uma hora na banca da cozinha. Pré aquecer o forno a 220ºC, e preparar um tabuleiro com papel vegetal.
Estando a massa já bem crescidinha, dividir em 4 porções iguais, e formar 4 bolinhas.
Com o rolo da massa estender as bolas de massa uma a uma até atingirem uma espessura cerca de 2cm.
Pincelar o pão com o restante azeite e cobrir com sementes de sesamo (brancas e pretas).

Levar ao forno 220ºC cerca de 10 min.


English Version

16th of October, the world bread day.
Since 2006 hundreds of bloggers across the globe, get together on this date, baking bread in order to celebrate this day. The organization is taken care by Zorra from the renowned blog  Kochtopf.


I had to take part on this event, but I wasn´t quite sure what bread to choose. I finally decided myself and tried this amazing bread from Morocco, and added some Moroccan spice blend  to get more into spirit of the Arabic world.


For 4 little breads
Ingredients 
300ml water
5gr dry yeast
2 tsp honey
1 1/2 tsp salt
240gr whole wheat flour
200gr normal wheat flour
2 Tbsp. olive oil
1 tsp ras el hanout spice blend
sesame seeds for the top


Methode
Combine all the dry ingredients, and make a little well right in the middle.
Pour the water in, and Tbsp of olive oil as well.
Work the dough with your hands, or the kitchen aid machine if you prefer.
The dough must be elastic and homogeneous.
In a warm place let the dough rise for one hour, or until it doubles its volume.

Preheat the oven at 220°C, and prepare a sheet pan with some baking paper. 

Once the dough as risen enough, divide in to 4 equal parts, shape it in balls.
With the help of a rolling pin, roll the dough into small discs about 2cm thick.
Brush the bread with olive oil and sprinkle with sesame seeds (white and black ones if you prefer)

Bake for about 10min. at 220°C.






quarta-feira, 10 de Outubro de 2012

Noodles Asiaticas - Convidei para Jantar #7



Scroll down for English version

O convidei para jantar regressou de férias, e regressou em grande desta vez em casa da nossa querida Vera do blog Hoje para jantar... 
O tema escolhido desta vez foi Idolos músicais. Que seria das nossas vidas sem música? A monotonia dos dias sem as melodias harmónicas que nos abraçam quando estamos tristes, e nos dão as mãos quando estamos felizes...
* * *



Embora muitos músicos marcam e continuarão a marcar a minha existência, António Variações foi o meu primeiro grande ídolo, e ainda hoje tenho uma grande admiração por este Homem!
Em criança, enquanto esgravatava as cassetes de música dos meus pais encontrei o primeiro álbum dele 'Anjo da Guarda', foi o delírio! A sua música acabaria por marcar singularmente a minha infância; e ainda hoje quando ouço os primeiros acordes do 'o corpo é que paga' sou transportada de imediato para aquela época!

Era uma figura arrojada, de personalidade determinada, um artista ímpar como o nosso país nunca viu. O seu percurso de vida demonstra que os nossos sonhos são possíveis, e as barreiras, essas, somos nós que as criamos!

''Eu sempre fui António Variações (...) e nunca somente António Cabeleireiro... E sempre me senti parte do espectáculo. Sempre tentei fazer de um corte de cabelo um espectáculo. E eu serei um espectáculo mesmo a varrer as ruas da cidade.''


António Variações

Existe o documentário interessante sobre a sua vida, disponível no youtube, caso estejam interessados em saber algo mais sobre a sua existência.



Noodles Asiáticos


Para um homem exótico, um parto exótico!

Serve 2-4
Ingredientes1/2 cebola cortada em tiras finas


óleo de sésamo
150gr de cogumelos shitake (usei congelados)
1/2 c.chá cominhos moídos na hora
4 c.sopa molho de soja
1 dente de alho picado
200gr seitan (aqui fica o passo-a-passo, como fazê-lo em casa)
1 cabeça de brócolos (160gr)
1 c.sopa de sementes de sésamo
sal q.b.

250gr noodles de ovo
1 c.chá gengibre fresco ralado
1 c.sopa molho de soja
sal q.b.


Faz-se assim
Colocar um tacho com àgua a ferver ao lume. 
Entretanto...
Num wok ou numa frigideira larga, colocar o óleo de sésamo e levar ao lume. Começar por adicionar a cebola cortada às tiras fininhas, e deixar alourar. 
Juntar os cogumelos grosseiramente cortados, (devidamente lavados se optarem por frescos) e logo de seguida salpicar com os cominhos moídos e alho picado. Mexer para que tudo fique bem envolvido.
Adicionar o molho de soja juntamente com o seitan aos cubinhos. Deixar refogar, agitando a frigideira em movimentos circulares, para que todos os alimentos fiquem cobertos com o molho. Adicionar os brócolos, lavados e cortados em pequenos floretes. 

No tacho com água a fever, cozer as noodles conforme o indicado na embalagem, adicionando 1 colher de sopa de molho de soja e gengibre ralado. Verificar o sal. Atenção, pois este tipo de noodles normalmente cozem muito rápido!

Adicionar um pouco mais de molho de soja e um bocadinho de água se molho entretanto tiver evaporado. Continuar a agitar a frigideira para que que tudo fique bem misturadinho!
Os brócolos deverão ficar al dente, rijinhos e bem verdinhos, para que conservem todo o seu valor nutricional. Virificar o sal, uma vez que o molho de soja é salgado poderá nem ser necessário adicionar sal.
Adicionar as noodles bem escoadas, e envolver tudo muito bem.

Servir salpicado com sementes de sésamo! Yummy!



English version


The project convidei para jantar (Invited over for dinner...) returned from holidays,  and what a great return! This time the host is Vera the amazing creator of the blog Hoje para jantar... 
The chosen theme this time is Musicians. What would our lives be without music? The monotony of the days,    without the harmonic melodies embracing us in the sad moments, and holding our hands during the happy times...

* * *

Although many musicians influenced my existence, and they keep doing it throw my life, António Variações was my first biggest music idol. Even nowadays I'm still fond of him.
As a child, while digging up through my parents music tapes, I found António Variações first album, it was called 'Anjo da guarda' (guardian angel), what a discovery, what a joy!

His music would influence my childhood so much, that still nowadays whenever I hear the first cords of the song 'o corpo é que paga' I'm instantly transported to that old times...

His dashing and determined  personality, made him one of the best artists, as never seen before in our country. His life journey is an example that even our wildest dreams are possible; the obstacles, they're just creations we like to place in our way.

"I always was António Variações (...) and never just the hairdresser António... I always feel I'm part of the show. I always try to turn an hair cut into a show. I will always be a show, even if I'm sweeping the city streets."

There is a documentary on the youtube about his life, unfortunately is just available in Portuguese...







Asian Noodles
Serves 2-4
Ingredients
1/2 onion in thin slices
sesame oil 
150gr shitake mushrooms (I udes frozen ones)
1/2 tsp. ground cumin
4 Tbsp soy sauce
1 garlic clove, mashed 
200gr seitan (how to do it step by step here)
1 brocoli head (160gr)
1 Tbsp. sesame seeds
salt to taste

250gr asian egg noodles
1 tsp grated fresh ginger
1 Tbsp soy sauce
salt to taste


Methode

Bring a large pan with water to boil. 
Meanwhile...
In a wok, or large frying pan, drizzle some sesame oil, and place under medium heat. Add the onions and stir  until they turn golden.
Add the mushrooms, ruffly cut, (if you're using fresh ones, make sure you clean them properly first), stir in the ground cumin  along with the garlic, combine everything well.
Pour in the soy sauce and the seitan cut in cubes. Stir fry everything until all the veggies are coated with the sauce. 
Cut down the broccoli into small florets and add them to the pan.

The water in the other pan must be boiling by now, add the noodle and cook according the directions on the package. Add a Tbsp of soy sauce and 1 tsp of fresh grated ginger for flavor. Don't over cook the noodles!
Taste for salt if needed.

Back to the frying pan, if your veggies look to dry feel free to add a splash more soy sauce and a little water. 
The broccoli should be al dente, keeping his beautiful green color alongside with all the his nutritional value.
Drain well the noodles and add them to the stir fry, combine everything well and season to taste with some salt.

Serve sprinkled with sesame seeds. Yummy!





domingo, 7 de Outubro de 2012

Seitan, passo a passo



Seitan? Que coisa diabólica é essa? (risos)

Certa vez tentava eu explicar a uma amiga irlandesa que havia uma coisa no mundo dos vegetarianos chamada seitan, ao que ela entendeu Satan (de pronuncia muito semelhante), foi a risada total! 'Os vegetarianos comem coisas mesmo estranhas...' dizia ela.

Para quem ainda não sabe ao certo que coisa misteriosa é esta do seitan, ou carne de gluten, não passa de um aglomerado de proteína de trigo que depois de processado fica com este tal aspecto.
Escusado será dizer que é desaconselhado a pessoas com intolerância ao gluten.
O seitan pode ser preparado com farinha integral de trigo (eu desaconselho, pois é um enorme desperdicio de recursos, uma vez que só a proteína de trigo presente na farinha dará origem ao seitan), ou com uma farinha 100% gluten própria para o efeito.

Até ao momento presente Portugal foi o único país onde encontrei esta farinha à venda, nas lojas do Celeiro, da marca Próvida...
Recordo-me de um eposódio passado em Vienna, quando queria desesperadamente fazer Seitan pelas minhas próprias mãos. Depois de procurar em várias cadeias de lojas naturais e biológicas decidi perguntar a uma das assistentes onde poderia encontrar tal coisa. Avaliou a minha figura de alto a baixo, e deve ter pensado 'olha-me esta armada em freak', e só depois respondeu  'Isso de fazer seitan em casa é muito exótico menina!' (risada total!)  'Vá ali à zona dos refrigerados que tem seitan já feito pronto a usar...'
Então mas uma pessoa já não pode fazer as coisas artesanalmente?

Enfim, como sei que o seitan pronto a usar é muito caro, hoje deixo-vos um passo-a-passo como fazê-lo em casa!
Com a ajuda  preciosa do meu companheiro do coração aqui fica o método!

Rende cerca de 6 bifes
Ingredientes 
150gr de gluten de trigo
cerca de 200ml de água

água para cozinhar
2 c.chá sal
1 dente de alho

Faz-se assim



Medir 150gr de gluten de trigo.



Adicionem a água.


Incorporar toda a água na farinha, trabalhado a 'massa' até que fique com um aspecto esponjoso.


Adicionar mais água se necessário até a massa esteja bem ligada e não consiga absorver mais água nenhuma.


Espremer e compactar a massa, retirando o máximo de água que conseguirem, obviamente sem destruir a sua estrutura.


Deverão obter algo com este aspecto. (Entretanto colocar uma panela larga ao lume, com água a ferver)


Dividir o preparado me 6 bifinhos iguais.


Cozer em água fervente, durante 45 minutos.  A água deverá ser temperada com sal e um dente de alho.  
Uma vez que o seitan não tem grande sabor por si só, eu coloco sempre um dente de alho e algum sal.


Escoar, e espremer o excesso de água e já está! Aqui tem o vosso seitan! Poderão fazer em maiores quantidades e congelar. 
Existe uma enorme variedade de receitas online, em como usar seitan, e eu em breve também publicarei algumas.
Experiemtem e depois contem-nos como foi a vossa experiência :)