Páginas

sábado, 26 de Maio de 2012

Creme de Abacate e Pepino - Green cold soup





Scroll down for english version

Creme de abacate e pepino, ou sopa fria verde, é uma sugestão que trouxe para o pic-nic da Manuela do blog Cravo e Canela - Uma cozinha no Brasil.
Este admirável projecto da Manuela celebra agora um ano de existência, e ela convida-nos a celebrar ao ar livre, de cesta na mão e manta debaixo do braço,  num airoso e recheado pic-nic de aniversário : )
Para se juntarem à festa, cliquem em cima no link.

Confesso que atarefada com trabalho, nem sabia bem o que trazer para este evento. Sempre que faço pic-nics gosto de comida fresca e leve, e porque não uma sopa fria, pensei eu.
Ora este creme, é espesso e levemente aveludado, super fácil de confeccionar; e poderá facilmente ser transportado nuns frasquinhos individuais, prontos a servir.



Serve 2

Ingredientes
2 abacates maduros
200gr de pepino com casca
sumo de 1 limão
sal e pimenta moída na hora


Faz-se assim
Descascar os abacate e cortar em pedaços; cortar também o pepino em pedaços.
Colocar todos os ingredientes no processador de alimentos e reduzir a um puré homogéneo.
Rectificar temperos e servir de imediato se possível.

Como vêem é super fácil!



English version

Serves 2


Ingredients
2 avocado
200gr unpeeled cucumber
juice from 1 lemon
salt and freshly ground pepper


Methode
Start by peeling the avocado, and cut it into big chunks next. Cut the cucumbers as well.
Place all the ingredients in a food processor, blend until you get a smooth puree.
Check the seasonings.
Serve right away if possible.

Super easy!



segunda-feira, 21 de Maio de 2012

Sopa de urtigas e dente de leão - Wild herbs soup




Scroll down for English

Desculpem este minha pequena ausência das vossas cozinhas, e dos vagos posts aqui no Menu Verde.

O Verão chegou a sério, e ontem foi o meu primeiro dia livre prá aí num mês! Tenho tido muito trabalho mesmo, e agora com uma nova gama de biscoitos a sair às montanhas, é non stop!! Já não posso ver biscoitos à frente!
Mas no fundo é recompensador ouvir  'a culpa é tua, quem te mandou fazer esses biscoitos tão deliciosos!'
Enfim como diz o ditado, 'não há bela sem senão'...

Mudando de assunto..

É nesta época que Solheimar se veste de verde, cobre-se de florzinhas amarelas, cheias de luz que começam a surgir por todo o lado : )
E o nosso jardim, após uma longa espera, eis que vibra de cores; desabrocham os narcisos, brotam as tulipas, surgem os tímidos muscaris e umas quantas mais flores e plantas! E é ver as abelhas e pássaros juntarem-se à festa, num bailado cósmico, celebrando o frenesim de luz! E até os gatos vizinhos vêm atrás da erva gatária, chegam tímidos, mas sabem bem o que querem...
Ora vendo-me perante tanta abundância, fui colher umas coisinhas para transformar na cozinha...

A próxima vez que alguém vos mandar pr'ás urtigas, agradeçam e vão mesmo!



Serve 4
Ingredientes
1,5lt de água
1 cebola pequena
3 batatas grandes
um punhado grande de urtigas jovens
um punhado grande de folhas de dente de leão
azeite, sal e pimenta

Preparação
Enquanto esperam que a agua ferva, lavem muito bem as urtigas (usando luvas), e o dente de leão.
Cortem a cebola e as batatas em cubos.
Começando a água a ferver, adicionem as batatas e a cebola. Deixar cozer tapado em lume brando cerca e 10-15 minutos.
Adicionar as ervas selvagens, e cozer por mais 5-10 minutos. Temperar com sal e pimenta, e finalizar com um fiozinho de azeite.
Passar com a varinha mágica e servir acompanhado com pão fresco e manteiga!

A sopa tem um sabor que relembra nabiças e caldo verde...

Desfrutem :)




English Version

Serves 4
Ingredients
1,5lt water
1 small onion
3 big potatoes
a handful of young nettles
a handful of dandelion leaves
olive oil, salt and pepper

Methode
While waiting for the water to boil, rinse the nettles carefully (use gloves), and the dandelion as well.
Dice the onion and potatoes, reserve.
As soon the water starts to boil add the diced vegetables, and cook with a lid on for 10-15 minutes.
Now it's time to add the wild herbs, cook for another 5-10 minutes.
Season with fresh pepper, salt and a  little olive oil.
Blend with the food processor and voilá! Serve with some nice bread and butter!

The taste of this soup reminds me a mix of some turnip greens and our Portuguese green broth with cabbage!

quinta-feira, 17 de Maio de 2012

Convidei para jantar Realizadores de cinema.. Apanhado final





Olá a todos, antes de mais um enormíssimo obrigado pelas vossas carinhosas participações, e pelo vosso empenho extra na preparação das vossas ementas sem carne! 
Foi um prazer ter recebido o desafio Convidei para Jantar aqui na minha casa, e é uma enorme satisfação ter-vos aqui, a vós, nesta festa final! 
Foi muito enriquecedora toda esta maravilhosa partilha de histórias e experiências, e adorei igualmente conhecer-vos um bocadinho mais...


Bem haja por tudo!


Agora as participações, por ordem de chegada,


A minha participação, com o Mr. Tim Burton podem rever aqui.





A Su, do Suvelle Cuisine, convidou o aclamado Francis Ford Coppola, e serviu um luxuoso Parfait Vermelho; mesmo a condizer com o faustoso vestido usado por Mina, uma das suas personagens centrais do seu célebre  Drácula de Bram Stoker.








Nicole, do jovem blog Comida e Lomos, teve à sua mesa o Robert Stevenson, um importante colaborador da Walt Disney; vivamente lembrado pelo clássico Marry Poppins.A Nicole, recebeu o seu convidado com uma magnifica versão vegetariana do 'chicken pot pie'.




A Ilidia, do blog Acre e Doce, num acto de bravura, convidou o mítico mestre do suspense, Alfred Hitchcock. No jantar foi servido não pássaro assado (hehe), mas sim uma bela Quiche Lorraine, facilmente adaptavél para versões vegetarianas.


O convidado da Guida, do blog Panela sem (de)pressão (só agora vos confesso, mas adoro este trocadilho), não chegou a cavalo, mas bem o poderia ter feito; o veterano Clint Eastwood, foi convidado a jantar entre outras iguarias, umas tradicionais Ameijoas Alentejanas; comidas de maneira tradicional, à mão!




A Manuela Maia, do blog A Minha Cozinha das Cores, teve à sua mesa o cineasta Italiano Nanni Moretti, que divide a sua paixão entre o cinema e o Polo aquático. Os seus trabalhos, por fugirem às luzes holywoodescas, tornam-se mais genuínos, e mais autênticos. Um autor que vale a pena descobrir. Ao jantar foi servido uma deliciosa Lasanha de cenoura e abóbora com pesto.









A Mané do Blog O Bolo da Tia Rosa, teve uma experiência traumática com o seu convidado, mas mesmo assim encheu-se de coragem e trouxe à sua mesa, um grande mestre do suspense, Brian de Palma; que foi calorosamente recebido com um Rolo de Peixe e courgette.

'Viciante', do blog As Ementas lá de Casa, teve também à sua mesa o mestre Tim Bourton, mas parece que a escolha não foi fácil! A ementa escolhida foi um tentador Souflê de Cogumelos


A Patrícia chega-nos do blog Food with a Meaning, e convidou o surrealista David Lynch, Tiveram um inicio de jantar atribulado digno de um dos efeitos especiais dos filmes deste cineasta! Foi servido como aperitivo um mais que perfeito Bloody Mary.                                                                              

A Susana, do blog Belinha da Ilha, convidou até aos Açores o aplaudido James Cameron, o Sr. do grande cinema da actualidade; e também provavelmente o responsável pela maior choradeira sincronizada da história do cinema, com Titanic (risos, não me levem a mal, também me fartei de chorar!) A Susana fez as delicias do seu convidado com uma Torta de beterraba assada, digna de Hollywood; e uma Vibrante salada de Beterraba crua.


A nossa querida mentora do Convidei para jantar, a Ana do Anasbageri, após alguma indecisão, acabou por convidar o inglês Ridley Scott. Prestigiado autor da saga Alien e do futurista Blade Runner. 
Para o jantar a Ana serviu um requintado  Couscous de Couve-flor com Pesto de Hortelã e Nozes.



Carla, do blog Cozinha em Cozinha passando pela Minha, teve à sua mesa o excêntrico Pedro Almodôvar. É também ele um dos meus cineastas de eleição,   e Carla faz destacar o 'Mulheres à beira de um ataque de nervos', mas cada filme é uma descoberta... Ao jantar a Carla serviu um Gaspacho diferente, com uma cor lindíssima!






A querida Ginja, do blog Ananás e Hortelã, teve em sua casa, não um realizador mas sim UMA realizadora! A talentosa e delicada Sofia Coppola. 
O jantar animado com muita conversa à mistura, foi constituído por um  voluptuoso Risotto Selvagem de legumes




A Liliana, do Sabores com História,  teve a honra de receber em sua casa O grande cineasta Português, Manuel de Oliveira! Personalidade que a marcou desde cedo, ainda remontando aos seus tempos de escola. Para o jantar a Liliana preparou um prato com sabor a mar, Arroz de Tamboril.






O blog Frango do Campo, (desculpa pois inda não sei o teu nome) convidou, como ela descreve, 'um realizador com cara de mau, mas com voz doce', Quentin Tarantino! Tarararara tarararara!... Uma grande escolha, pois quem não se lembra do mítico Pulp Fiction? Ou da saga Kill Bill? 
No jantar não houveram peripécias, pois a deliciosa Tarte de cogumelos e alho francês servida, não deixou espaço para aventuras! 




A Marmita, teve à sua mesa o brilhante Alejandro González Iñárritu! Um talentoso cineasta mexicano, com a capacidade de mexer connosco bem cá dentro! Os seus filmes intensos, mostram a verdadeira faceta humana...
O jantar foi um Tofu com agriões, que me deixou com água na boca!



Nita, do blog 1/2 Torradinha e um pingo, trouxe à sua casa Michael Gondry. Para além de trabalhar músicos conhecidos da actualidade, Gondry possui também excelentes filmes no seu reportório; como o Eternal Sunshine of the Spotless Mind, ou mesmo La science des rêves (Um dos meus filmes preferidos!)
O convidado foi deleitado com uma original Lasanha Ratatuille.



Maria, do blog Oficina das Papitas, teve um convidado Asiático à sua mesa. 
賈樟柯 ( Jia Zhang-ke). Desconhecia este cineasta; mas é impressionante reconhecer o impacto que alguns filmes podem ter nas nossas vidas, fazendo mudar a nossa visão perante o mundo...
A Maria serviu ao seu convidado uma refeição em tons Mediterrânicos:
Ervilhas Frescas com Tau fu e Cogumelos, Aromatizado com Hortelã da Ribeira.



A Alice do Alice na Cozinha Maravilha, convidou para jantar o Señor Guillermo del Toro, uma figura imponente, e extremamente imaginativa.
Certamente se recordam do Hellboy e Espiñazo del Diablo entre outros, e tenho de destacar o Labirinto del fauno (dos meus filmes preferidos!) 
Embalado pelas histórias de encantar assim decorreu o jantar, onde a Alice serviu um vibrante Risotto de Beterraba.



Goreti, do blog Coisas da Go, convidou o Sr. do Sr. dos Aneis, o aplaudido Peter Jackson!
Melhor dizendo, a Goreti, juntou-se ao cineasta e às suas personagens, na jornada para destruir o anel! Como a aventura seria longa e demorada, a Goreti preparou para o caminho um reforçado Salame de chocolate!



Cristina, do blog Come Chocolates Pequena, deliciou-nos com mais um bela narrativa, tendo como pretexto o convite do cineasta Giuseppe Tornatore.
Cinema Paradiso, Maléna, Lenda de 1900, são apenas alguns dos títulos que fizerem o nome deste artista prosperar!
E porque era de amor que se falava, Cristina serviu uns Suspiros de morango, que fazem qualquer um suspirar...



A Helena, do blog Tentações sobre a mesa, um dos realizadores que recordo desde de sempre, o galardoado Steven Spielberg. Os projectos que realizou, já se perdem de vista, com sucessos atrás de sucessos. Este Homem, é uma máquina do cinema!
A Helena surpreendeu o seu convidado com um repasto saudável, bem diferentes da rotina das fast foods Americanas; uma aromática Bruschetta de Tomate e Manjerição; um vistoso Salteado Misto de Legumes no Wok, e um saboroso Tofu no Barro com Tomates e Feijão Azuki.






A Babette, do blog A Festa de Babette, teve a honra de ter à sua mesa um dos maiores realizadores de cinema de sempre! Woody Allen, uma figura arrojada da sétima arte. 
Para o jantar a Babette preparou cuidadosamente uma Tarte a relembrar uma pizza.


A Vera, do Hoje para jantar..., convidou alguém que tem enchido o imaginário de pequenos e graúdos :) O fabuloso Andrew Stanton, um precioso colaborador da Disney pixar.
O trajecto até casa da Vera foi uma verdadeira aventura, mas o jantar, esse foi mais sossegado, ao sabor de uma saudável e original sobremesa de Quinoa com morangos


A Moira, da Tertúlia de Sabores, presenteou-nos com uma bela homenagem ao cinema Português, muitas vezes esquecido, ou mal compreendido. Desta forma a Moira convidou todos os nosso realizadores nacionais que de alguma forma não são devidamente valorizados.
No jantar, para sobremesa serviu um cremoso Pudim de ovos com leite de coco


Cacahuete, do blog Muito, muito açúcar com um pouco de sal, trouxe também à sua mesa o mestre Hitchcock, que parecia estar perdido no meio da tempestade... Ao jantar, Cacahuete presenteou-o com uma Sopa de cebola divinal!


E por último, Ondina, do Coentros e Rabanetes, recebeu inesperadamente em sua casa o Quentin Tarantino, que alegou ter vindo atrás de boa comida ;)
A Ondina serviu um jantar com aromas mexicanos, Panquecas salgadas, bem vistosas!

E é assim que termina a nossa festa! Espero não me ter esquecido de ninguém!
O Convidei para Jantar despede-se assim, e vai até à casa da Carla, do blog De Cozinha em Cozinha passando pela Minha

domingo, 6 de Maio de 2012

Feijoada Vegetariana - Vegetarian Portuguese bean stew


Scroll down for English version

Feijoada vegetariana, é um dos pratos preferidos aqui em casa. Faço-o desde que me tornei vegetariana, e é dos maiores sucessos entre vegetarianos e carnívoros (risos).
Só agora partilho este farto repasto, pois nunca antes apontei a receita, as quantidades são sempre a olho e os temperos é conforme o humor...
Costumo também fazer em grandes quantidades para poder congelar. Como eu adoro feijoada requentada!

Serve 6-8 pessoas
Ingredientes
1200gr de feijão vermelho cozido
água da cozedura do feijão
100gr de nacos de soja demolhados
1 cebola grande
azeite
500ml de polpa de tomate
3 cenouras grandes
1 repolhinho pequeno
2 dentes de alho
2 chouriço de soja (não usei desta vez)
2 c.chá de segurelha
1 c.chá cuminho moído
2 c.chá paprika
sal e pimenta cayenna a gosto
1 c.sopa de manteiga



Faz-se assim
Para uma panela grande picamos a cebola, regamos com azeite; refogamos até que a cebola fique transparente.
Adicionar a cenoura cortada em meias luas finas; envolver bem e regar com a polpa de tomate.
Escoar bem os nacos de soja, juntando-os ao preparado anterior; salpicar com as especiarias e sal. Envolver tudo carinhosamente.Cobrir com água da cozedura do feijão e deixar cozer em lume brando durante 15-20 minutos, para que a soja absorva todos os sabores.
Chega a vez do feijão, adiciona-lo ao nosso preparado.
Entretanto lavar bem o repolho e cortar grosseiramente.

Juntar o repolho à feijoada envolvendo tudo muito bem; completar com 2 dentes de alho bem picadinhos (gosto do sabor a alho por isso só os adiciono no final). Se necessário adicionar mais água da cozedura do feijão. Deixar cozinhar tapado, que deverá levar uns 10-15 minutos minutos. Se optarem por incluir o chouriço de soja, deverão adiciona-lo agora, cortado às rodelas.
No final, rectificamos os temperos e retocamos com uma colherzinha de manteiga que vai dar um toque final especial.

Acompanhar com arroz branco.



English Version

Vegetarian Portuguese bean stew

This vegetarian version of Portuguese Feijoada, is one of my favorite dishes ever. I started doing it since I dicided to go on a meat free diet (7 years now); and I have to say it is a big success between vegetarians and meat-eaters (smile).
Despite doing it quite often, I was never writing down the recipe, quantities were always measured by eye and the seasoning as my humor demanded. But finally I sat down, and wrote down my own version for the future generations!
It is also a good choice for frozen meals, as refried Feijoada is just the best thing in the world!! You have to try it!

Serves 6-8 people

Ingredients 

1200gr red kidney beans (cooked)
water from the cooked kidney beans
100gr soya meat (the big chunks)
1 large onion
good quality olive oil
500ml tomato pulp
3 large carrots
1 small savoy cabbage
2 garlic cloves
2 soya saussage (I didn't use it this time, but you should definitively include it)
2 tsp savory
1 tsp ground cumin
2 tsppaprika
salt and cayenne pepper to the taste
1 Tbsp butter

Methode
Soak the soya meat in just enough water until covered.

In a large pot place the diced onion, and sprinkle with olive oil, braising until soft.

Time to peel the carrot and cut it into thin half moons, stir them well with the onions and cover with tomato pulp, combine everything nicely.
Take the soya meat, and drain it well. Add it in to the pot, and sprinkle with the all spices including salt; mix well once again. Cover the preparation with just enough bean broth, or the water from the cooked beans. Simmer for 15-20 min. until the soya meat is actually cooked, and had time to absorb all the yummy juices. Add more bean broth if needed.
Meanwhile prepare the savoy cabbage, washing every leaf, and cutting ruffly into big pieces. Reserve.
After this, time to add in the beans, making sure you combine them gently with the previous soya preparation.
Now sink the reserved cabbage in the bean pot; if there is not enough liquid to cover, add a bit more bean broth, and re-season with more salt and cayenne pepper.
Complete with 2 crushed garlic cloves before covering the pot with the lid and let it simmer for 10-15 min., until the cabbage is cooked through. Stir occasionally.
If you are using the soya sausage, cut now into slices and add it in.
As a final touch I always like to stir in a tbsp of butter.

It's best served warm with some white rice, and here you have one of the best Portuguese comfort foods!









terça-feira, 1 de Maio de 2012

Cobbler de Ruibarbo e Morango - Strawberry Rhubarb Cobbler



Scroll down for English version


Cobbler vs Crips ou Crumbles se preferirem, eram até há algum tempo conceitos que no meu mundo de conhecimentos gastronómicos se resumiam à mesma coisa... Mistério resolvido! Depois de alguma pesquisa, cheguei à conclusão de que embora os 3 sejam uma espécie de tarte sem fundo de massa; normalmente confeccionados num pirex; as suas diferenças são pequenas, e aparecem mais adiante...

Este tipo de sobremesa, é super fácil de confeccionar, e é uma óptima escolha quando a fruta fresca da época abunda.
Experimentem servir com uma bolinha de gelado e baunilha, e têm um  manjar à vossa frente!

Os cobblers, consistem basicamente numa tarte farta de frutas, com uma cobertura grossa de uma massa macia.
Já os Crisps, esses diferem apenas na cobertura que é normalmente mais fina e crocante; em termos de conteúdo não serão diferentes dos Cobblers.
Quanto aos Crumbles, são apenas o nome comum para os Crisps, mas mais usado na Inglaterra.

Interessante ainda, saber a origem deste tipo de pratos. Surgiram como forma de contornar a escassez de ingredientes, assim como o acesso limitado a utensílios de cozinha, que as colónias Britânicas enfrentavam em solo Americano recém pisado.
Assim sendo, por necessidade, os colonos Britânicos deram a volta à situação criando este novo tipo de pratos.



* * *
Serve 4
Ingredientes  Recheio
150gr morangos (usei congelados) Deêm preferência aos biológicos, pela vossa saúde ; )
150gr ruibarbo (usei congelado, mas no resto da Europa penso encontrarão fresco)
100gr açúcar
raspa de 1/2 lima biológica
1/2 c.café cardamomo moído
1/2 c.café canela em pó

Preparação
Untar 4 ramkins pequenos com manteiga, e polvilhar com açúcar.
Pré aquecer o forno a 180ºC.

Se optarem pelas frutas congeladas, retirem do congelador com antecedência, e guardem os sucos que resultaram do descongelamento. 
Se usarem fruta fresca (ui que inveja!), lavar tudo muito bem e picar grosseiramente.
Colocar todos os ingredientes num tacho e levar ao lume, incluindo os sucos . Deixar cozer lentamente, sem levantar fervura. Mexer suavemente, envolvendo todos os ingredientes.
Assim que tenham obtido um puré grosso, tipo compota, retirem do lume e deixem arrefecer.

Ingredientes cobertura 
150gr farinha 
1 c.c. fermento em pó
30gr manteiga amolecida
uma pitada de sal
190ml de natas

Preparação
Começar por misturar os ingredientes secos com a manteiga amolecida. Assim que manteiga esteja bem distribuída, incorporar as natas  liquidas até obter uma massa pastosa. Reservar.

Montagem
Distribuir a compota pelas 4 forminhas, finalizar com a massa reservada.
Levar ao forno 180ºC durante 20-30 min.
Servir ainda quente com uma bolinha de gelado : )



English version


Cobbler vs Crips or Crumbles as you wish; not long time ago were merely concepts in my world of gastronomic knowledge. And I always thought people were talking about the same thing...
Well, mystery solved! After a little research, I found that the 3 of them are bottom-less-crust-kind- of-pies, traditionally baked in a baking dish,; well nothing new.. Now, you ask, what's the difference then?

Cobblers are basically a pie with no bottom crust, made with what ever fruit in season, topped with a thick, soft yummy crust.  
Crisps, they can be exactly the same thing, but the topping crust as the name suggests is more crispy and thinner.
About the Crumbles, they happened to be just like the Crisps; apparently that's the name they are known for in England.

Not less interesting is to look for the origin of these kind of dishes. 
They first appeared as way of overcome the shortage of ingredients, and also the limited access to kitchen tools faced by the early British American colonies. Therefore, as a necessity, British settlers ended up developping this new kind of dishes.



* * * 

Serves 4
Ingredients Filling
150gr Strwaberies (I used frozen ones) Try to use organic ones 
150gr Rhubarb (I used frozen as well)
100gr sugar
Grated zest from 1/2 lime
1/4 tsp. cardamom powder
1/4 tsp. cinnamon

Method
Grease 4 small ramkins, dust with some sugar, set aside.
Pre-heat the oven at 180ºC.

If you will be using fronzen fuits, take it out from the freezer, and let it thaw properly. Save all the juices.
If using fresh fruits (lucky you), rinse everything properly and cut in big chunks.
In a pot, combine all the ingredients together, including the juices. In a low heat let everything simmer, stirring once in a while.
Finally when it starts to look like jam, remove from the heat, and let it cool.

Ingredients topping 
150gr flour
1 tsp. baking powder
30gr soft butter
pinch of salt
190ml cream

Method
Combine all the dry ingredients with the soft butter. Pour the cream, and mix well until you get a thick paste-like dough. Reserve.

Assembling 
Divide the jam through the forms, and top it equally with the reserved dough.
Bake at 180ºC for about to 20-30 min.

Serve warm with a nice scoop of vanilla ice cream.